Amigos do Portal

Na noite do sábado, 08/09, Itaguaí foi palco de uma ação cinematográfica, que durou cerca de três horas e reuniu delegados, inspetores, comissários, investigadores vindos de vários municípios da Região metropolitana e até mesmo da Região dos Lagos, e contou com o apoio de policiais militares do 24º BPM.

ADS – Centro Esportivo  Durães
Banner – Casa Xavier
AcquArena Fitness 1060×200
ADS-DONA-DO-DOCE
Banner Detran

A mobilização repentina, movida à solidariedade, foi para resgatar o Delegado  Diogo Schetino e o inspetor Alessandro Halas, que estavam de plantão na 48ª DP de Seropédica, saíram numa viatura da polícia para jantar e despareceram após terem enviado pedido de socorro aos colegas pelo WhatsApp, logo depois desligado.

A viatura foi localizada, abandonada, num dos acessos da favela do Carvão, em Itaguaí, com marcas de tiros, o que fortaleceu a hipótese de que os traficantes do local, ligados ao TCP, poderiam ter matado os policiais.

Mas felizmente, terminou tudo bem. O Delegado e o Inspetor conseguiram se esconder dos bandidos e foram resgatados pelos colegas policiais, após viverem momentos de pavor, acuados no meio de um matagal, com os marginais atirando na direção deles.

Segundo informações do Dr. Marcos Peralta, delegado titular da 48ª DP, que participou da operação, os policiais resgatados foram encaminhados ao Hospital São Francisco, em Itaguaí, com sintomas de hipotermia e com muitas mordidas de insetos pelo corpo, mas “Graças a Deus, vivos e inteiros, sem nenhum ferimento”.

Embora até a manhã desta segunda-feira, 10/07, ainda não tenha sido feito um relato formal do acontecido, o Delegado Diogo Schetino, ainda no hospital, contou ao Dr. Peralta que, por não conhecerem o local, eles entraram por engano numa rua da comunidade do Carvão, que fica à beira da Rodovia Rio-Santos, bem próximo ao centro de Itaguaí, e deram de cara com marginais armados, que se assustaram ao ver o carro da Polícia.

Com armas comuns, sem condições de enfrentar os fuzis dos traficantes, eles tentaram manobrar o veículo e acabaram entrando numa rua sem saída, onde abandonaram o carro e adentraram à mata para se proteger dos tiros disparados pelos bandidos.

Além de picados por insetos eles ficaram em área alagadiça durante muito tempo e em alguns momentos dentro de um valão, e por isso tiveram hipotermia.

Por sorte, os bandidos tiraram o carro de dentro da comunidade e o deixaram no acesso, na rua principal, onde foi encontrado, passando o local a servir de referência para a busca.

O episódio serviu como oportunidade para demonstração do grau de união e solidariedade existente na classe policial, neste momento em que todos vivem sob tensão diante dos crescentes índices de mortes de colegas nos enfrentamentos com a bandidagem.

O final feliz foi comemorado com muita emoção com os policiais reunidos em frente à 50ª DP em Itaguaí, entoando o hino da Polícia Civil.

Um relato avaliatório do Superintendente da Subsecretaria de Inteligência, Delegado Sérgio Sahione, traduz o sentimento dos policiais que vivenciaram esse antológico episódio:

“A maior emoção de todas, foi ver que nenhum colega, ao saber do que estava acontecendo, conseguiu permanecer em casa, no conforto de seus sofás enquanto policiais civis imploravam a Deus por suas vidas!

Encontrá-los foi sorte!

Tenho certeza que ninguém iria embora antes disso acontecer!

Eles seriam encontrados de qualquer jeito!

Éramos muitos lá e a cada momento chegavam mais e mais abnegados policiais civis e militares em apoio!

Pedro Cases e o GI do plantão da 14ª foram sinistros!

Pablo Rodrigues e equipe da DH entrando em todos os matagais que encontramos.

E muitos colegas lá fazendo o mesmo!

Paulo Sartori, Léo Afonso (que saiu da Região dos Lagos)), Franquis… vi todos lá!

Delegados e agentes do RJ inteiro!

Todos os Departamentos e seus Diretores estavam lá!

A maior recompensa é saber que se fosse um de nós nos encontrariam também!

Amém.

Falcão sempre.

Sahione.”

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Colaboração: Major PM Edimilson Prudêncio

mtaxi

COMENTÁRIOS

Ismael Lopes
É Jornalista, professor e fundador do Portal Queimados.