A procura  pela realização do tão sonhado dia do enlace tem sido grande, centenas de pessoas chegam aos cartórios de toda Baixada Fluminense para oficializarem sua união. Tendo em vista a crise econômica que afligiu o país nos últimos anos, muitos casais adiaram ou desistiram de se casar por conta dos altos custos que isso poderia trazer.

Outro empecilho para os casais é a falta de orientação quanto aos primeiros passos que devem seguir para, enfim, chegarem ao “felizes para sempre”. Para casar sem custo é fácil, basta ligar para a Defensoria Pública pelo 129 e deixar seu CEP para agendamento. Com a data para a entrega da documentação marcada, a Defensoria informará os documentos necessários para encaminhar o processo, depois basta seguir para o Fórum (se for em Queimados, R. Otília, 210 – Vila do Tinguá) e realizar as etapas finais que lá serão informadas.

 

 




COMENTÁRIOS