SONY DSC


O Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM) é uma instituição de defesa, apoio e proteção para mulheres que foram vítimas de qualquer tipo de violência. Há quatro anos atende em sigilo realizado por uma equipe formada por Advogada, Assistente Social e Psicóloga, além de oferecer todos os recursos necessários para recuperar a autoestima, coragem, força e dignidade da mulher.

É proibida a entrada de homens no local, portanto o CEAM conta com uma segurança na entrada. Essa medida foi necessária, pois já tiverem experiências desagradáveis anteriormente e a equipe preza pelo bem estar e conforto da mulher. Como na maioria dos casos o agressor é companheiro da vítima, fica a seu critério decidir denunciá-lo ou não e definir acompanhar o processo.

Os tipos de violência que muitas mulheres que procuram o CEAM denunciam são:

Violência Física: Qualquer ato que prejudique a saúde ou a integridade da mulher;

Violência Patrimonial: Ocorre quando o agressor retém, subtrai parcialmente ou totalmente, destrói os bens pessoais da vítima, seus instrumentos de trabalho, documentos e valores,

Violência Moral: Ocorre quando a mulher sofre com qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria praticada por seu agressor;

Violência Psicológica: Toda ação ou omissão que causa ou visa a causar dano à autoestima, à identidade ou ao desenvolvimento da pessoa;

Violência Sexual: Qualquer ação cometida para obrigar a mulher a ter relações sexuais ou presenciar práticas sexuais contra sua vontade.

A faixa etária média que o CEAM costuma atender, em primeiro lugar, são de mulheres entre 23 e 40 anos de idade. Em segundo lugar, de 45 até os 60 anos, sendo que nesses casos as mulheres estão presas em um casamento onde o relacionamento é abusivo e a violência psicológica é bem maior.

Cerca de 90% das mulheres que buscam auxílio do CEAM têm filhos e vêm de bairros diversos, desde o centro da cidade até os mais afastados e também as comunidades. Por conta disso, o CEAM sonha com a possibilidade de obter um “auxílio-creche” como mais uma estratégia para apoio às vítimas.

O período de acompanhamento especializado depende da desenvoltura da mulher e da sua força para levar o processo de recuperação da autoestima adiante. É importante que as mulheres busquem ajuda no CEAM para combater a omissão desses casos de violência e encorajar outras mulheres que estejam próximas.

O atendimento do Centro Especializado de Atendimento à Mulher é gratuito, funciona de segunda à sexta, das 08h às 17h e fica localizado na Estrada do Lazareto, n°85, no Centro de Queimados.

SONY DSC

COMENTÁRIOS