Faleceu, nessa madrugada, Padre Geraldo Lima, vítima de uma parada cardíaca.

Pe. Geraldo, sempre atuante em movimentos sociais, deixa um legado de luta e esperança por dias mais justos e melhores para todos. O anúncio de sua morte, na fan page da Diocese de Nova Iguaçu, onde atuava recentemente, acometeu a muitos de seus seguidores que fizeram inúmeras declarações sobre ‘memórias com Geraldo’, registrando histórias de vida e combate à exclusão, demonstrando o quanto ele representava e era querido pelas comunidades.

Pastoral da Juventude da Diocese de Nova Iguaçu

O padre Jorge Paim, da Diocese de Nova Iguaçu, escreveu em sua página da rede social um texto que fala um pouco sobre a história de vida de padre Geraldo Lima.

Padre Geraldo Lima

UM PROFETA ENTRE NÓS FAZ A SUA PASSAGEM PARA O SENHOR! Pe Geraldo Lima (Dia 07/07/2018)

Pe Geraldo Lima faleceu neste sábado, dia 07/07/2018. Ele foi um exemplo, ao
longo dos seus 80 anos, em manter vivo o espírito profético
no anúncio de vida solidária e na denúncia de um mundo às
avessas. Exerceu um bom combate, no dizer do Apóstolo
Paulo, neste mundo invertido – em que o desprezo à
honestidade é alimentado, o trabalho é castigado e suas
conquistas são subtraídas, a falta de escrúpulos é
recompensada, o canibalismo individual, social e estrutural
é esgarçado. Sem falar, igualmente, de todo tipo de religião
e de espiritualidade ausente de profetismo e do seguimento
do Senhor Crucificado e Ressuscitado, que se aliena, se
acomoda e se amedronta frente a este estado de coisas.
Não por acaso que Pe Geraldo Lima percorreu o caminho
profético de vários (as) companheiros (as) de jornada,
provenientes de múltiplos “moinhos de esperança e de
lutas. São eles os Movimentos interreligiosos e ecumênicos,
Associação de Presbíteros Diocesana e Nacional (sócio
fundador), Fraternidade dos Padres Charles de Foucauld,
Mov. dos Sem Terra, PT, CPT, Mov. de Mulheres,
Movimento dos Negros, Economia Solidária, Bio energética,
Rádios Comunitárias, e outros na Baixada Fluminense e do Estado do Rio de Janeiro.
Pe Geraldo nos seus 80 anos manteve um vigor juvenil e uma coerente teimosia profética
de não ter mudado de lado, na luta solidária com o povo na conquista de um novo amanhã.
Sabemos, no entanto, que esta longeva e coerente atitude do Geraldo, nem sempre foi
entendível e acolhida. Ele provocava risos, não raro impaciência, pela sua frequente
insistência ao levantar suas bandeiras de lutas nas reuniões. Aliás, as leituras do Profeta
Ezequiel, frente à rebeldia desesperançada do povo e da incompreensão dos mais íntimos
de Jesus, na liturgia neste 14º Domingo Comum, exemplificam claramente o não
acolhimento da profecia e dos profetas de ontem e do hoje!
Tal testemunho, de graça profética em sua vida, proveniente do Senhor, em meio à
fragilidade humana, faz do Pe Geraldo Lima um exemplo de “Mestre e de Profeta”, ao
mesmo tempo um Dom Quixote do séc. XXI, em nosso meio. Ele nos ensina, pelo seu
testemunho humilde, teimoso e vigoroso a urgência do sonhar e do rumar resolutamente
em busca dos sonhos de Vida Nova.
Para tal, precisamos da soma dos (das) sonhadores (as) e dos (as) loucos (as)
comprometidos (as), a semelhança de Dom Quixote! Loucos, sim! Que consigam ir além
das aparências, das conveniências, vantajosas e/ou fáceis… Precisamos dos que buscam,
dos que se nutrem de utopias e dos que se vestem de coerência audaz! Dos loucos
perseverantes que seduzam as mentes e despertem os corações para o desejo de mais
Vida. Esta é a grande metáfora a ser perseguida, a razão, a fé e a gentil loucura utópica de
todos os que se comprometem com a Vida, como foi o exemplo de Pe Geraldo Lima.
Obrigado companheiro por sua presença profética entre nós. Até breve, na grande
Páscoa Definitiva com o Senhor!
Pe. Jorge Paim.

O corpo de Pe. Geraldo está sendo velado na Catedral de Nova Iguaçu (Av. Mal. Floriano Peixoto, 2264 – Centro, Nova Iguaçu – RJ). A missa de corpo presente será na segunda feira, dia 09/07/2018, às 8h na Catedral de Nova Iguaçu – RJ. O enterro será às 10h, na crípta da Catedral.

COMENTÁRIOS