Terezinha Oliveira, moradora da Vila Central, enviou mensagem ao PORTAL QUEIMADOS denunciando a ‘bagunça’ que virou o Posto local do PSF – Programa Saúde da Família, onde, segundo ela, há vários funcionários de férias e a agente de saúde que atendia sua área foi transferida, deixando as dezenas de famílias sem atenção.

“Vou na clínica da família e médico de férias ; enfermeira de férias; administrativo de férias e minha agente comunitária foi transferida; até hoje não tem posição de quando a área será coberta. Onde está a coordenação dessa bagunça que se tornou a saúde da família, antigo PSF?”, denuncia Terezinha.

Terezinha registrou o Posto ‘entregue às baratas’. Segundo ela, só tinha um técnico de enfermagem e um agente comunitário, trancados num local reservado, com medo, “porque já foram assaltados não sei quantas vezes…”

“Tenho que fazer a parte deles e se quiser consulta vou ter que ir agendar no local e ninguém toma providência. Os acamados estão todos largados, abandonados, não têm um acompanhamento como tinham antigamente. Você não sabe quando tem coleta de exames; parece que não tem mais. E você não sabe nem a quem reclamar. Nem a coordenação do PSF a gente conhece mais. A gente vai falar com a Secretária, a Secretária diz que está tudo funcionando. Onde está o Conselho Municipal de Saúde que não vê isso?”, desabafa Terezinha Oliveira.

Terezinha diz que foi “decepcionante encontrar o Posto abandonado”. Os dois profissionais que estavam no Posto na hora que ela chegou, um técnico de enfermagem e um agente comunitário, estavam trancados num local reservado, com medo “porque já foram assaltados não sei quantas vezes…”. “O Posto fica num local perigoso e não tem nenhum segurança”, informa a moradora.

COMENTÁRIOS