Mais uma mexida no tabuleiro político queimadense, ainda em função do processo eleitoral. 

O Vereador Jackson Pinto foi exonerado do cargo de Secretário Municipal de Trabalho, Emprego e Renda e reassume sua cadeira na Câmara Municipal de Queimados, que vinha sendo ocupada por seu suplente Rafael Rosenberg Coelho da Silva, o Rafael Foquinha, do PMB.

A Portaria que exonerou Jackson foi publicada na página 2 do DOQ Nº 406 desta quarta-feira, 05/09, seguida da Portaria que nomeia Rosenberg Coelho da Silva no cargo até então ocupado por Jackson.

Rafael Rosenberg Coelho da Silva, o Rafael Foquinha, é o novo Secretário Municipal de Trabalho, Emprego e Renda.

A saída de Jackson da Secretaria já era esperada. Ele lançou a esposa, Ariane Borges, candidata a Deputada Estadual pelo PDT, partido pelo qual se elegeu e que abandonou ainda no primeiro ano de seu mandato para ficar no PMB.

A saída de Jackson do PDT levou o partido a abrir uma ação na justiça pedindo sua cassação por infidelidade partidária. O processo está em tramitação e já tem parecer favorável do Ministério Público para a cassação de Jackson.

Mas, como a sentença ainda não foi dada pelo TRE, Jackson tenta um acordo com o PDT para livrar-se da cassação. Ele lançou a mulher candidata a Deputada Estadual para ajudar o Partido a cobrir a cota de gênero exigida por lei e está tentando sua refiliação, que, tudo indica, deverá ser acolhida.

Jackson lançou a candidatura da esposa à Deputada Estadual e tenta voltar para o PDT para salvar seu mandato.

Para tentar salvar o mandato, Jackson teve que retirar o apoio à candidatura de Max Lemos, para lançar e, consequentemente, apoiar a candidatura de sua esposa a Deputada Estadual.

Resultado: perdeu o cargo de Secretário na Administração Municipal e volta para Câmara e para o PDT. Se salvará ou não o mandato, essa é outra história.

COMENTÁRIOS